Porto Alegre comemora bons resultados em compartilhamento de bikes

A maior parte das viagens é feita durante a semana.

A maior parte das viagens é feita durante a semana.

Há dois anos a cidade de Porto Alegre conta com o sistema de compartilhamento de bicicletas. Durante este período, a cidade ganhou 40 estações, equipadas com 400 bicicletas e já somou mais de 540 mil viagens. De acordo com a prefeitura local, boa parte dos moradores já utiliza o sistema como meio de transporte diário.

As estações foram implantadas na capital gaúcha através da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). Assim como acontece em outras cidades brasileiras que possuem estrutura par ao compartilhamento de bicicletas, em Porto Alegre as unidades foram instaladas próximas a pontos de ônibus, estações de metrô e catamarã.

“Nosso objetivo com o projeto era promover a intermodalidade, dando a possibilidade ao usuário de utilizar a bicicleta integrada com o ônibus, por exemplo. Acreditamos que está dando certo e a população está aprovando”, explicou Vanderlei Cappelari, diretor-presidente da EPTC.

Durante os dois anos de funcionamento do sistema, a prefeitura calcula que foram percorridos 1.457 quilômetros, deixando de emitir um total de 202,56 toneladas de dióxido de carbono na atmosfera. “Outra característica importante, e que demonstra que o sistema está contribuindo como uma real alternativa ao transporte, é que 53,1% das viagens são realizadas nos dias de semana, sendo que 25% utilizam para se deslocar ao trabalho”, informou Cappelari.

Atualmente Porto Alegre conta com 18 ciclovias e mais de 25 quilômetros de vias exclusivas para os ciclistas.

Redação CicloVivo – 29 de Janeiro de 2015
fonte: http://ciclovivo.com.br/noticia/porto-alegre-comemora-bons-resultados-em-compartilhamento-de-bikes em 29 jan 2015 às 10:43 a.m. Bom Fim – Porto Alegre – RS – Brasil

Anúncios

CICLOVIA DE 70 MIL QUILÔMETROS VAI CORTAR A EUROPA

ciclovia

Já pensou em ir do Oceano Atlântico ao Mar Negro de bike? Ou pedalar do Ártico ao Mar Mediterrâneo? Em 2020, essas rotas poderão sair da imaginação e, de fato, ser percorridas pelos amantes das magrelas. É o que promete a Federação Europeia de Ciclistas (ECF), que anunciou para daqui a seis anos uma ciclovia de 70 mil quilômetros de extensão.

Batizada de Eurovelo, ela vai ter 14 grandes rotas de bicicleta (a maior delas com 10 mil quilômetros de extensão) e passar por 43 países europeus. A ideia é estimular o hábito de pedalar, tanto naqueles que vão para a Europa “turistar” quanto nos que vivem por lá e podem usar a magrela nos deslocamentos diários.

Ainda falta um tempinho para a Eurovelo ficar totalmente pronta, mas os mais ansiosos já podem desfrutar de partes da ciclovia gigante. Alguns trechos (como o da foto, clicada na Hungria) já estão prontos. Entre eles, o que liga Dublin, na Irlanda, ao interior da Polônia.

Ficou animado para começar? Acesse o site da ECF e planeje sua próxima aventura de bike. Além de mapa interativo que mostra todas as rotas da Eurovelo, é possível ver quais pontos turísticos os ciclistas encontrarão entre uma pedalada e outra.

Foto: EuroVelo/Creative Commons


fonte: http://www.thegreenestpost.com/ciclovia-de-70-mil-quilometros-vai-cortar-a-europa/ em 11 set 2015 às 08:03 a.m.

diminua o trânsito e melhore sua saúde

volume da bike

fonte: https://www.facebook.com/ecodesenvolvimento.org/photos/a.218292288205355.61036.112336052134313/780393751995203/?type=1&theater em 11 jun 2014 às 20:37 p.m. na Barão do Amaznas, topo do mundo.

Amsterdã investe 90 milhões de euros em novos bicicletários

E mais 30 milhões de euros para renovar as instalações ciclísticas. Cidade holandesa lida com um ‘problema’ incomum: a superlotação de bikes no espaço urbano

As autoridades da cidade de Amsterdã, na Holanda, estão investindo 120 milhões de euros na melhoria das instalações para ciclistas, dos quais 90 milhões de euros serão gastos em 40 mil novas vagas de estacionamento de bicicletas, os bicicletários.

O uso de bicicletas na capital holandesa subiu mais de 40% ao longo dos últimos vinte anos, informa a câmara municipal de Amsterdã. Isso significa que as ciclovias estão estreitas demais para acomodar esse volume crescente de tráfego de bicicletas e os bicicletários estão superlotados, o que está começando a afetar a acessibilidade.

Medidas voltadas à bicicleta

A cidade decidiu introduzir medidas para ajudar os ciclistas. Uma delas é aumentar o tempo de sinal verde para a bicicleta em semáforos, visando a melhorar o fluxo de tráfego nas ciclovias, proporcionar espaço extra em cruzamentos. Além disso, haverá a nomeação de um funcionário responsável por coordenar a remoção dos veículos fora de uso nos bicicletários.

Tudo isso, e mais 17 km de ciclovias a serem implantadas em Amsterdã.

A municipalidade também está planejando um grande depósito para onde remover bicicletas abandonadas nos bicicletários e pretende também introduzir um tempo limite nesses estacionamentos para duas rodas.

Matéria originalmente publicada no portal Mobilize.
f
onte: http://www.cidadessustentaveis.org.br/noticias/amsterda-investe-90-milhoes-de-euros-em-novos-bicicletarios em 25 fev 2014 às 19 h.

Carolina Alzaga pega as correias descartadas das bicicletas e as transforma em grandes lustres.

lustre de correias

Se andar de bike já é um ato bacana, quiçá reciclar a corrente das bikes descartadas. É isso que a Carolina Alzaga faz, e com maestria, afinal ela as transforma em grandes lustres. Assista o vídeo, veja como são feitos e entenda a filosofia da artista

Chain Reaction

fonte: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=502715203113160&set=a.171955669522450.49831.114073091977375&type=1&theater publicado originalmente neste blog em 11 fev 2013 às 16:13 e novamente em 30 jan 2014 às 8a.m.

Bicicletas pagam mais impostos que os carros no Brasil

Imposto sobre bicicletas no Brasil é de 40,5%, contra 32% dos tributos sobre carros
Matéria do O Globo revela que, na contramão da economia verde, alta carga tributária coloca ‘magrelas’ nacionais entre as mais caras do mundo.
http://goo.gl/tFJsSYcontramão

fonte: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=548642058548791&set=a.261672163912450.63080.121794051233596&type=1&theater em 04/11/2013 às 23:18 p.m.

Venda de bicicletas supera a de carros novos em quase todos os países da Europa

Levantamento mostra que em apenas dois países as bikes não levaram a melhor sobre os automóveis

bike

Uma pesquisa realizada em diferentes locais da Europa comparou o número de vendas de bicicletas em comparação com o número de vendas de carros novos, em 2012. O estudo, divulgado pela organização NPR, mostrou que na maioria dos países — menos em Luxemburgo e Bélgica — as bikes estão na frente dos automóveis.

Na Itália, por exemplo, as vendas de bicicletas superaram as de carros novos pela primeira vez desde a II Guerra Mundial. Em parte, a queda no número de automóveis comercializados pode ser explicada pela recessão que atinge vários países da Europa desde 2008 e diminuiu o poder de compra da população.

Veja o gráfico no link:

 Comparação das vendas de bicicletas e carros novos na Europa, em 2012

fonte: http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/economia/noticia/2013/10/venda-de-bicicletas-supera-a-de-carros-novos-em-quase-todos-os-paises-da-europa-4315717.html em 29/10/2013 às 00:25 a.m.